Astronave cantada.

Aos 13 ou 14 anos de idade, escrevi uma música que – para variar – falava sobre uma guria da minha sala que não me levava muito a sério. A idade era pouca, mas já era eu sendo eu mesmo, o lunático-mirim que sonhava ser astronauta e pedia ajuda ao professor carioca de geografia para calcular em quanto tempo eu poderia levar minha nave até o Sol. Foi quando o professor Fábio, esse carioca muito engraçado, revelou, para a minha ingrata surpresa, que não há nada lá.

É apenas uma bola de fogo, queimando até o combustível terminar. Não há nada lá. Também não há nada em Júpiter, nem Saturno, nem nos planetas seguintes. A gente não pode pegar uma nave e pousar lá. São astros gasosos, tão densos quanto o ar. Não há chão, não há atmosfera, não há pista de pouso. Não há nada lá que justifique a viagem (sem volta).

Isso encrustrou na minha cabeça, de uma maneira que me fez relacionar essa triste novidade com tudo que a vida colocava no meu caminho. A tal canção escrita para a guria que não me levava a sério custou, mas deu resultado. Isso me fez feliz por tempo suficiente para descobrir que tratava-se de uma missão sem propósito, um planeta gasoso sobre o qual eu não poderia pousar. Um corpo celeste cuja beleza pode ser observada à distância, em fotos de poderosos satélites que revelam belas e harmoniosas composições de formas e cores, mas que, ao passo em que aproximo minha astronave, essa beleza evanesce em uma fina névoa etérea, sem cheiro, sem cor, sem sabor, sem nada.

A música tem me levado veloz pela galáxia, numa velocidade em que torna-se perigoso o pouso, podendo esse resultar em feridas profundas e ferragens retorcidas projetando-se em velocidades inimagináveis me atravessando o corpo. O medo do acidente inevitável me fez encontrar conforto no sobrevôo sub-orbital, na contemplação distante e no contato mínimo com a infinita quantidade de luas, estrelas, buracos negros, intangíveis oceanos de anti-matéria e planetas que riscam o misterioso horizonte que passa pelas minhas janelas.

No entanto, dia desses orbitei insistentemente um pequeno ponto perdido no cosmo infinito, por vezes até confundindo suas marés, fazendo-as esvaírem vazantes de choro. O vôo progressivamente transformou-se em impensável rasante, de maneira que as leis da física, implacáveis e soberanas em qualquer parte desse Universo, apressaram a inevitável colisão. É quando o plano de vôo mostra-se desprovido de significado, o manobrar do manche não traz resultado e o grito de socorro no rádio não encontra destinatário. Emergência.

É quando chegamos ao eterno agora: eu, astronave desconhecida, sem combustível, destino, nem coordenadas para voltar, pedindo permissão para pouso.

60 Respostas to “Astronave cantada.”

  1. Thaís Caetano Says:

    Mandando bem desde sempre, heim?!
    bjo

  2. Buba Says:

    Que bonito.

  3. Po Marina. (@mylifeasmarina) Says:

    Tu é o lunatico mais bacana que eu ‘conheço’

  4. Jullie Alves (@Julliesalves) Says:

    Fez falta🙂
    Que bom que voltou a postar.

  5. Lu Says:

    Sempre ouvi falar que um bom escritor toca as pessoas, e você é muito bom, Lucas. *–*

  6. amanda yasmim Says:

    que bom que voltou❤

  7. elise Says:

    O GÁS nunca acaba, tua viajem apenas começando.Mas é sempre bom voltar aqui e deixar tua prosa😉

  8. Priscila Says:

    Que continuemos sendo estas astronaves, capazes de viajar ou pousar quando bem quisermos.
    Obrigada por voltar.

  9. Barbara Says:

    Fiquei feliz com a volta

  10. Bruna Cavallin Says:

    Tu voltastes. =)
    Abri minha caixa de e-mail e li: “o romance está em apuros [Novo Post] Astronave cantada” e senti uma posta de uma alegria em mim, sabendo que poderei, nem que seja nas palavras estar contigo. Mais de dois anos que tu não postava mais nada. Talvez não faça sentido, mas obrigada por voltar. Porque estas tuas palavras, teus textos de 2010 e agora de 2013 (e tomara que pelo resto da vida), bom, me iluminam, me inspiram. Apenas!

  11. Henrique Ferreira Says:

    Que saudade que eu tava desses textos. Lucas sendo foda sempre

  12. Marília Lacerda (@marilia_qq) Says:

    Garanto que de desconhecido você não tem nada. Lindo Lucas, lindo.

  13. Antonella Gomes (@antonellagomes) Says:

    Feliz demais por poder ler teus textos de volta, Lucas. Além de músico é um baita escritor. Lindíssimo!

  14. Maiara Preissler Says:

    Que saudade deste blog!!! Que bom que tu voltou, Lucas!

  15. Rick Paraizo Says:

    Cara, não pare mais de postar aqui, apenas isso. Perfeito

  16. Marcela Says:

    Como sempre, excelente. Saudade. Apareça.

  17. cyhmartins Says:

    Ai que saudades destes suas publicações.
    Vire e mexe eu lia aqui e o fotolog.
    Bons tempos, bons tempos e que bom que por um instante ele voltou .

  18. Vinícius Says:

    Sempre muito bom ler o que tu escreve.
    Tenho um blog também, se alguém tiver interesse: comdelongas.wordpress.com

  19. adriana peres Says:

    Muito bom, mesmo. E vê se não fica mais esse tempo todo sem escrever aqui, a gente adora isso aqui!

  20. Dara Moura Says:

    Pela primeira vez, li um texto onde no qual, eu mesma não consegui ler somente com o meu pensamento, ou com o som da minha voz, pois a sua voz me soprou ao ouvido ditando belas palavras que se encaixam e se completam de maneira que nos faz sentir os acordes mais bonitos das palavras aqui escritas por ti. Fazendo uma bela e emocionante junção com as suas músicas que nos transmitem paz, e muita positividade, de que nossas buscas pelas galáxias, nunca vão acabar, não importa onde estivermos, temos que busca-las infinitamente, até o fim, ou depois dele quem sabe! Primeiro texto de muitos que eu espero ler, mas se este já me causou essa imensa e bondosa sensação, não tenho nem palavras e nem coragem de imaginar e se quer pronunciar o que os outros me causarão. Obrigado por me fazer feliz, através desses textos e canções. Obrigado por me levar pelas galáxias e conhecer as estrelas de uma maneira que jamais esperei encontrar :D!

  21. Robertta Mello Says:

    putz muito bom

  22. 7chaves Says:

    Que surpresa boa, depois de anos, encontrar um texto seu aqui. Sempre me encanto com suas palavras, sua inteligência, seu dom. É bom ler as coisas que você sente, na maior parte das vezes elas me fazem tanto sentido.

  23. Lorenzo Almeida Says:

    Sem palavras. A capacidade do Lucas em relação a escrita extrapola seus limites. O cara se não fosse músico, podia ser um poeta. NOTA 10!

  24. Gabriella Suzart Says:

    Perfeito, dá pra refletir bastante com esse texto.
    Lucas, você deveria escrever um livro!😀

  25. tayaneribeiro Says:

    E bom ser lunático as vezes, assim podemos nos diferenciar

  26. sussurrante Says:

    Reblogged this on Ms. Confusion.

  27. Karen Borges Says:

    Quantas vezes eu voltei ao Blog, reli todos, vivi dias a espera de novos textos seus, é muito bom lhe ter de volta. Quando Recebi a notícia mal pude acreditar, foi incrível, uma alegria imensa e vim correndo pra lê, espero que continue a doar um pouco do seu dom a cada texto.
    Beijos Gurio!

  28. Adriana Figueiredo Says:

    Com a música é possível estar em lugares nunca visitados, é realmente mágico, louco e de verdade, sou compositora e tenho dessas viagens.

  29. Gabriel Gmach Says:

    “É quando chegamos ao eterno agora: eu, astronave desconhecida, sem combustível, destino, nem coordenadas para voltar, pedindo permissão para pouso.” A skatista te pegou de jeito, hein? IUHSAISASJAOI

  30. Joyce Diniz Says:

    Meu anjo, senti tanto a sua falta aqui, acredita que hoje mesmo eu pensei, preciso escrever no meu blog abandonado!!!!

  31. aheusintomuitodigo Says:

    Que bom que voltou a escrever. Você sempre foi uma grande inspiração para os meus textos, sentia falta dos seus.

  32. Ariane Says:

    Cloud Atlas? Axe Apollo Space Academy.

  33. lilianealmeida Says:

    lindo texto. espero que poste com mais frequência. ♥

  34. rlaurenn Says:

    O incrível super poder das palavras.

    Esperamos, um dia, um livro!

  35. Professora Simone Paulino Says:

    Tive contato com esse blog na semana passada, através de um amigo. Comecei a ler algumas postagens de 2010. Entrei agora sem esperanças de encontrar algo novo, apenas para ler as antigas postagens que para mim eram ainda inéditas. Coincidência ou algo que ainda não tem nome, me fez entrar aqui agora e me deparar com uma postagem novíssima. Foi ótimo ler algo bom durante uma madrugada insone. É muito gostoso ler textos que saibam dar um toque de poesia a prosa.
    Parabéns.

  36. Conceição Reis Says:

    Herbert de Souza, o Betinho, já dizia: “os compositores são os verdadeiros filósofos”… tenho que concordar!!! Parabéns e continue escrevendo.

  37. Mand Says:

    Nem acreditei quando vi a atualização no meu email *—-*
    Feliz demais por ter voltado *-*

  38. Tayane Says:

    Outro dia eu tava aqui, relendo uns textos, e pensando “Poxa, ele podia voltar a postar!”. E que bom que tu voltou!

  39. Gabriel Tjurs. Says:

    E qual música era?

  40. Mayara Says:

    Lucas é o cara.

  41. Carla Buchalle Says:

    Bom te ter de volta!😉

  42. leticia gabriela (@leticiamadu1) Says:

    Muito lindo Lucas, você consegue se expressar Extraordinariamente bem, coisa que eu nunca consegueria fazer de uma forma tão intensa. ♥

  43. Julis Says:

    Volte sempre, poeta!

  44. Letícia Says:

    Talvez a aventura e a emoção do rasante façam valer uma nova tentativa por outros corpos celestes… quem sabe uma hora você não consegue pousar!

  45. Thaynara Reis Says:

    Parabéns,Lucas! Você escreve muito bem. Quando estou triste sempre ouço suas músicas e acabo melhorando. E leio frases suas. Você não sabe da minha existência e talvez um dia nem vai saber,mas sua existência mudou a minha vida,e pra melhor. TE AMO! Beijos de uma grande fã sua e da fresno. Sucesso pra vocês,que é mais do que merecido.

  46. Mateus Gomes Says:

    Sempre voamos em busca de um novo mundo que possa se integrar ao nosso, em um outro lugar poderemos encontrar a paz ao apenas um consolo para o destroçado e machucado coração.
    http://poesiaanexa.blogspot.com.br/

  47. apurosemromance Says:

    Como sempre…FODA !

  48. Karinny Says:

    Muito bom Lucas!

  49. Beatriz Says:

    Ótimo tê-lo de volta!!!! E boa leitura é seeeeeeempre bem vinda!😉 bjs,RJ.

  50. Lana Gomes Says:

    volte sempre, por favor! haha

  51. Steph Beust Says:

    que c00l. s2

  52. Brenda Says:

    hora certa para voltar escrever

  53. Marcos Sena Says:

    Mais um fã chegando… Muito bom isso aqui!!!

  54. gabriel-Austein Says:

    Vamo que vamo e cade a musicas queremos ver

  55. Natália Says:

    Guri! Me faz um favor poste aqui até a luz do sol se apagar!

  56. Thiago Alves Souza Says:

    eu voma da asi me empresta uma ficha? quero ligar pra minha mãe e agradece-la…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: