Não Tão Trágico.

A fumaça que sai dos carros entrelaçados dessa esquina da minha vida promete mais do que o espetáculo cumpre: já assisti a eventos piores. Os motoristas, há tempos já tiveram alta em seus hospitais. Exibo em meu torso parcos arranhões que acidentam o toque da pele, mas essa brusca interrupção de movimento acabou por me privar apenas daquelas preocupações bestas de outrora, que me tiravam o foco e entortavam o caminho. O caminho segue errante e irregular, mas dessa vez os passos são só meus. Sim, livre.

No entanto, essa mesma liberdade acaba nos amarrando a uma intensa e incessante necessidade de ter antigas sensações, gozar de prazeres que antes nos eram rotineiros. Quando menos percebemos, já estamos novamente atando o nó do nosso barco em algum outro cais. De novo?

Isso é normal.

Em algum determinado grau, somos meros neurônios de um corpo imensamente maior, esperando por uma faísca que nos conecte. Afirmo que estamos sempre, mesmo que imperceptivelmente, procurando conexões. É instintivo dividir sensações, compartilhar momentos, comungar histórias com outras pessoas. O único período em que sentimos dor é o momento em que estamos no vácuo de uma transição de histórias. A última página do capítulo parece pesar uma tonelada, às vezes, mas ela precisa ser virada a qualquer custo, e um outro par de mãos pode ajudar nessa tarefa. Uma vez novamente ligados, a dor se dissipa como a fumaça que esconde as ferragens do acidente. Estamos respirando, e evoluindo.

A gente sai de cena com as roupas rasgadas, bolsos vazios e a mente confusa, sem saber como fomos parar ali. Mas e se pudéssemos jogar todos os livros fora e carregar conosco apenas a página do agora? É tão comum a gente se apegar ao passado e viver numa réplica dele, na ilusão de que estamos andando pra frente… no entanto, se tivéssemos realmente sido felizes no processo, jamais teríamos mudado. Então a gente muda. Mas o problema é que a gente muda sentindo medo demais. A gente navega perto da costa, esquecendo-se de que poderia ser bom perder o horizonte, seguir a vontade da corrente e atracar na próxima ilha. Por mais que ela demore a surgir no infinito, ela é nova, e a gente chegou lá sem bússola.

Antes de ligar para a emergência, esperei para ver através da fumaça o que realmente acontecera. Um acidente, embora não tão trágico. Um espasmo de vida em um coração que parecia padecer em estado vegetativo. O trânsito voltou ao normal, e eu voltei pra casa, graças a uma carona que eu queria que tivesse durado alguns minutos a mais.

Só lembro do rosto através do vidro quebrado. Esquecer? Não consigo. Repensar? Não quero. Reviver? Não aguento. Roteiro pros próximos capítulos? Não tenho.

74 Respostas to “Não Tão Trágico.”

  1. Victória Martins. Says:

    MEESTRE ♥ mto foda *-*

  2. Cibele Moura Says:

    É , eu mudei com medo , e ele ainda existe .
    Mas eu não sou tão importante assim …

  3. Jonas De Andrade Says:

    Não consegui me perder em mar aberto.
    Talvez por ter me perdido demais, por tempo demais vagando sem saber onde chegar.
    Na mesma ilha deserta que aportei e desejei fugir, voltei meu barco, onde meu porto seguro seguro me trazia paz.
    Apesar do medo de novas desventuras, sei bem como é querer e não querer começar de novo uma nova saga sem a menor previsão de acontecimentos.

    Mais um post fodástico.

  4. Mariana Says:

    Seus textos sempre muito bem feitos! Parabéns pelo post.
    =*

    (se eu disser que te amo, acredita?)

  5. @tweet_nay Says:

    Posso olhar o Reflexo que meu corpo perpetua , mas não posso sentir o prazer de toca-lo sem julgamento , o capitulo seguinte não é o que nos leva ao final e nem muito menos ao inicio de outrora , a próxima ilha talvez seja o sonho que nos levou ao alto .. e ao alto ver tudo que nos rodeia o transito e a demora para chegar ou final .
    Eu viajei com seu texto ..

    sou sua fã na musica
    e fã na literatura … Obrigada lucas

  6. Erica Hans Says:

    Quando o coração entra nessa dúvida profunda, a gente tem que estuprar o agora, viver num carpediem profundo até que alguém lá fora ou nós mesmos volte com mais soluções…

  7. jootah Says:

    De fato o medo de navegar distante da nossa costa nos atrapalha encontrar a tal ilha que pode ser onde estaremos de fato felizes, navegar é preciso!

  8. Juliana D. Says:

    ê Lucas Fresno.
    Como você consegue?
    é que eu SEMPRE estou vivendo um momento meio ASSIM, saca?
    Não existem palavras pra definir o que eu senti lendo isso, elas sempre me somem quando venho comentar aqui.
    Muito obrigada pelo texto.

  9. Lana Says:

    Por que ler sobre ‘ passado ‘ me deixa tão sem rumo?

  10. Samille Says:

    Que isso!Você parece que lê pensamentos, que texto.Obrigada!Parabéns você é mestre!

  11. Wanderley Moreno Says:

    Cada palavra falou diretamente comigo. Estava no twitter e nem sabia que cada twit era um texto. O mais foda, é que estou na última página, no último capitulo, e nada poderia ser mais claro do que a forma em que você escreveu, Lucas.

    Me trouxe um pouco de paz e conforto, de que essa tempestade, é passageira.

    Um homem nao chora só se ainda aprendeu como fazê-lo.

  12. Samanta Says:

    “É tão comum a gente se apegar ao passado e viver numa réplica dele, na ilusão de que estamos andando pra frente…”

    Isso faz muito sentido pra mim valeu Lucas !! vc é foda e escreve como ninguem lindos seu texto.

  13. Jeeni - @dyloopez Says:

    Além de ser o melhor compositor da atualidade, tu tinha que ser o melhor escritor tambm? (:

    Teu texto mais uma vez tah lindo Lucas…e tua capacidade de escrever então nem se comenta! jamais pare de escrever, eu PRECISO das tuas palavras mestre!

    Te amo Lucas S2

  14. Gustavo Says:

    Mestre, apenas isso.

  15. rlaurenn Says:

    Lucas tu falaste no twitter, ” Sentido? Não faço.”, mas eu vejo todo sentido… passo por isso nesse exato momento, onde quando olho pra trás só me doi um pouco mais a ”cicatriz” do último ”acidente”.

    Tenho pensamentos parecidos com os teus, gosto de metáforas também.🙂

    Fiz ate um blog pra expressar isso >>> http://vivaousobreviva.wordpress.com/ !!

    Admiro quem tem essa visão sobre mundo, sobre a vida. 😉

  16. Albano Says:

    “Aprendi que escrever ilimita pensamentos, sentimentos e d certa forma,força-nos a tomar alguma titude mesmo que não precisemos sair do lugar.”
    Phoodástico o post…Tbm tenho um blog, vou deixar ai tbm como o cidadão acima: http://albano-pontozero.blogspot.com/

  17. bootsmadeforwalking Says:

    “Em algum determinado grau, somos meros neurônios de um corpo imensamente maior, esperando por uma faísca que nos conecte”

    e api agente se perde e se encontra no mermo instante.
    numa sutil busca de liberdade, dentro da liberdade de outro.
    mas o mais legal disso é que podemos nos conectar SEM PERTENCER!

  18. Anyone Says:

    Parabéns Lucas, muito bom.

  19. _dinhaa Says:

    Aaah Lucas, parece que voce entra na minha mente,
    voce conseue descrever o que eu não consigo sobre mim!
    As coisas que voce escreve são lindas e acompanha cada fase que eu vivo, parabéns! *-*

  20. mewithoutsense Says:

    esse post fez quase mais sentido que os outros. aha, muito bom.

  21. LiineCamargo Says:

    ‘Esquecer? Não consigo. … Reviver? Não aguento. ‘

    . É

  22. Gabii @lovebeeshop @heygabie Says:

    “Esquecer? Não consigo. Repensar? Não quero. Reviver? Não aguento. Roteiro pros próximos capítulos? Não tenho.”

    FODAAAAA!! Genial, Luquinhas, EU TE AMO!

  23. kassiafelix Says:

    é como se retira-se a minha mente e transpassasse tudo para a sua, é algo que eu me assusto quando leio, cada texto seu é uma nova guia para a minha vida, se eu disser que vocé disse tudo perfeitamente iria soar um clichê, mas eu não tenho palavras para descrever, o quanto vocé me faz bem. Palavras de uma fã qualquer, é será meu novo texto.

    ‘Mas e se pudéssemos jogar todos os livros fora e carregar conosco apenas a página do agora?’

    era o que eu mais queria ): muitas vezes me fiz essa pergunta, e tantas outros tentei concretizar essa frase; mas não consigo esquecer esse passado que me atormenta, eu estou sem chão, mesmo dizendo que estou com novos rumos ;/

    Lucas vocé é mestre, e só vocé consegue escrever de tal forma. Parabéns *-‘

  24. Bru Tavarina Says:

    nao preciso nem falar nada neh

  25. Karina Says:

    Teus textos como sempre cada vez mais lindos. PARABÉNS!

  26. Cíntia Violatto Says:

    Nossa Lucas,como você consegue me surpreender a cada post aqui,é cada um mais lindo que o outro.
    ““Esquecer? Não consigo. Repensar? Não quero. Reviver? Não aguento.” Isso serve direitinho pra mim e pra minha vida,obrigada Lucas mesmo você nem sabendo,obrigada por me ajudar com a vida com esses textinhos aqui.

    Eu te amo mais que T-U-D-O

  27. camiila Says:

    Faz sentido pra mim fazer todo sentido?

  28. Luciele Says:

    E daí que tu sempre escreve sobre a minha vida sem nem ao menos me conhecer…
    E daí que tu faz isso com praticamente 99% das pessoas que lêem teu blog…
    Cara, tu é foda!

  29. Buba Says:

    Eu me sinto assim. Mas tô tentando virar a página só com duas mãos. Está mais difícil, mas é mais justo.

    Parabéns pelos textos.

  30. Nica Says:

    Clareza emocional para descrever relacionamentos, um beijo!
    Dá umas aulinhas para o meu ex dá?

  31. Polliana Says:

    última página do capítulo parece pesar uma tonelada, às vezes, mas ela precisa ser virada a qualquer custo, e um outro par de mãos pode ajudar nessa tarefa.

  32. @anaoliveiira Says:

    Me identifico muito com seus textos lucas. (PS: Vc coloca no seu twitter partes do texto. Essas frases são as que você quer ‘enfatizar’?)

  33. Amanda Says:

    Muito bom, Lucas…
    Seus textos são realmente INCRÍVEIS, parabéns!
    Eu gosto de seguir sempre em frente, mas às vezes o passado vem me lembrar de sua perpétua existência.
    Estou em transição.🙂
    Um beijo,
    @rockngaspa

  34. Larissa [daveismyzebra] Says:

    Completamente verdadeiro, boa sorte nas próximas caminhadas.

  35. @lerosim Says:

    muuuuuito bom, amei *-*

  36. @checalin Says:

    Gostei muito desse ultimo texto.
    Ele me faz pensar no estado de vida que tenho hj.
    Os sentimentos confusos, a mudança pra vida adulta.
    A sensação de vazio e frustração…
    Por perceber que certas coisas não são daquele jeito.
    E achar que chegou ao fim do poço e ver que ali tem uma saída.
    Algo nos esperando. Uma nova vida. Um novo rumo.
    É como se vivêssemos em um ciclo vicioso.

  37. Natiivex Says:

    Porra. ARREPIO.

  38. Camila Says:

    Um dos teus melhores! MESTRE.

  39. theriseandfall Says:

    ta lindo, lindo, Lucas! Que palavras são essas, que fazem sentido, e tenho certeza que expressam exatamente o que você está sentido!? Porra, lindo demais!

  40. listenyourheart Says:

    lindo lindo lindo!
    cada vez com textos mais magníficos! AMOO <3333

  41. Jabulani Says:

    Gol!

  42. baarpuente Says:

    Seu perfeito.😦

  43. todasasminhaspalavras Says:

    Tuas palavras fazem todo sentido.

  44. Jaqueline Says:

    Nossa , se antes te admirava pela voz e pela música apenas, agora te admiro pelo que tu escreve! Parabéns , sem palavras! Muito Lindo!

    :*

  45. Thailane Vasconcelos Says:

    Tão legal,interessante e complicado(nem sempre) de se entender.Mas,gostei.(:

  46. Rener Melo Says:

    O texto é lindo. Confesso que achei complexo e tive que ler mais de duas vezes difetentemente do ‘Como Está Seu Romance’. Haueue. Mas está ótimo! ARRASOU.. “Em algum determinado grau, somos meros neurônios de um corpo imensamente maior, esperando por uma faísca que nos conecte.” “Estamos respirando, e evoluindo.” “Mas e se pudéssemos jogar todos os livros fora e carregar conosco apenas a página do agora? É tão comum a gente se apegar ao passado e viver numa réplica dele, na ilusão de que estamos andando pra frente… no entanto, se tivéssemos realmente sido felizes no processo, jamais teríamos mudado. Então a gente muda. Mas o problema é que a gente muda sentindo medo demais. A gente navega perto da costa, esquecendo-se de que poderia ser bom perder o horizonte, seguir a vontade da corrente e atracar na próxima ilha.” SÃO BELAS FARSES!! O Beijo❤

  47. ligia gastaldi Says:

    É a primeira vez que entro aqui. Parabéns pelo seu texto. Reflexões poderosas!
    Amei!

  48. segredosdeliquedificador Says:

    PUTA texto.
    sempre vivemos o passado achando que andamos pra frente. sempre;

  49. Jéssica. Says:

    Lucas oq falaar velhoo ?!
    seus textos são muito boons, been a realidadee msmo, me identiifikeei DEMAIS !
    Um beeijo ;*
    e saibaa qe AMO TI❤

  50. Helena Says:

    Parabéns. Lindo

  51. maah Says:

    A segunda parte ficou boa,mas a primeira … de boa quantos beck tu fumo antes de escrever ?

  52. Rhany Says:

    sempre leio seus post’s, mas confesso que é a primeira vez q to comentando… deve ser por causa da tal da “preguiça” *–*
    Sou aquela fã q defende vc d td e todos, como se vc precisasse da minha proteção! Obrigada por me proteger de sentimentos q não conssigo descrever.
    sou a muitos anos fã da Fresno e cada dia mais fã do LUCAS!

  53. Rodrigo Garcia Says:

    Perfeito esse seu post! Parabéns!

    O que seria de nós sem o trágico não mesmo?

  54. Pedrita Says:

    mudo com medo; não chego à linha do horizonte; nunca consigo esquecer, repensar, reviver, e sempre perco o roteiro dos próximos capítulos… pra mim, é sempre tudo muito trágico. seguir a vontade da corrente nunca é o suficiente, e eu não tenho coragem de navegar longe da costa.
    então, obrigada por mais um texto; mais um que me fez refletir e pensar “que diabos eu ainda faço aqui?”; deve tá cansado de ouvir isso, mas… eu te amo!❤

  55. Rhaissa Says:

    Sei que entendo o que você tá dizendo porque – querendo ou não – acompanho sua vida. Agora que a internet nos aproxima tanto daqueles que adoramos e, eu te adoro, você sabendo disso ou não.
    Te adoro num bom sentido, e se você se matasse eu claramente não me mataria mas ficaria triste por isso, e decepcionada. (Só to dizendo isso pra não deixar parecer que eu sou como essas que se matam por seus idolos, isso passa do ridiculo para o, ignorante.)

    Enfim, acompanho – bem de longe – o que se passa com você, quase sempre com certo atraso…

    Quando alguém vai embora realmente pode demorar pra gente se acostumar com nossas vidas sem aquela pessoa. A gente se sente meio perdido. Meio vazio. Oco.
    Daí a gente começa a tentar esquecer e, não dá pra esquecer, não existe nada que nos faça apagar o passado nem da vida nem da mente. E é com ele que a gente aprende, então não deve mesmo ser apagado.
    Mas as vezes acho que a gente não aprende nada. Só fica com medo. Só aprende a fugir e se esconder das verdades e dos riscos.
    Sei lá.

    Sei que é mesmo como você disse, no final das contas, querendo ou não, a gente tem que virar a pagina.

    Mas ainda que a gente vire a página Lucas, a história continua a mesma. Uma coisa puxa a outra, e cada palavra do livro vai levar em si o peso da página anterior e o mistério da página seguinte.
    Ainda que a gente vire a página, ao ler, lembraremos da anterior.
    E mesmo virando a página, por vezes vamos voltar pra capa, alisa-la e pensar “essa história é minha” e reler cada linha que já vivemos. E as vezes, mesmo com a página virada, vamos sentir saudade das que já passaram.

    Lar é lar, e dependendo do conforto do lugar, o lugar vira seu lar, a gente sempre vai sentir falta do lar, não importa onde estamos.

    Amo o que você é pra mim. Amo o poeta, músico e escritor que me inspira todos os dias.

  56. @letiifob Says:

    Você me persegue, entra no meu coração e descobre tudo o que eu sinto lá dentro, bem fundo. Aí você escreve. Essas palavras me fazem tão bem. Obrigada.

  57. Carla Buchalle Says:

    Lindo… o texto e o autor!

    “)

  58. Amanda Says:

    Oi!
    Como posso receber mais informações sobre a banda?
    E como ter uma interação maior com a banda?

  59. Alee Says:

    E mais uma vez a “esquina” aparece…
    O que posso dizer… A esperança é a última que morre? Talvez. Mas o que posso ter certeza é que quero viver muito pra provar isso…
    Até a próxima esquina!

  60. Thuany Says:

    Juro que eu venho comentar sobre os textos mais não consigo deixar de dizer que eu te amo ! adoro seus textos , seu trabalho e principalmente vcê ! te amo muito .. estou esperando pelos proximos shows s2

  61. Dryca Lys Says:

    Gostei do seu texto. Mas gostaria de saber se um dia você lera meus poemas.

  62. mii ferreira Says:

    Lucas você é o mestre!
    eu te amo tanto, você não tem noção suas palavras é perfeita, me deixa feliz saca?
    acompanho o seu trabalho a muito tempo!
    eu amo fresno! (L)
    faltam 6 dias, a revanche!
    ps: fresno private 23/06 Campinas Hall foi PEEEEEEEEERFEITO!

  63. @robertalunes Says:

    Roteiro pros próximos capítulos? Não tenho. È tudo o que pensamos enquanto estamos no presente, e só o tempo no dará

  64. juliana Says:

    Lucas, primeiro quero dizer que vc é muito bom, escreve muito. Parabéns

    Quero dizer também, que gosto muito de ti, guri. Vc é lindo rs, e adoraria trocar umas palavras com vc, tem como??
    sobre umas coisas.

    Beijo guri

  65. @MahWilvert Says:

    adoorei! *—*
    Logo logo, quando eu conseguir autorização de alguem da banda Fresno, vai ter no meu blog um pequeno pedaço do livro que escou escrevendo. é só questão de tentativas! Um dia quem sabe, posso até enviar um livro pra vc… é um romance diferente dos outros. Um drama. Aaah, virei leitora daqui okay?! =D

    bjos te amo guri! vc escreve muito bem! *—-*

  66. Jullie Says:

    Você é simplesmente perfeito com as palavras.
    Adoro teus textos, admiro muito você !❤
    Beeijo !

    @jullielohan

  67. alanabordonalli Says:

    isso parece um texto de quem presenciou uma quase-morte. e eu já passei por isso..espero que não seja o que eu entendi.

    Esquecer? Não consigo. Repensar? Não quero. Reviver? Não aguento. Roteiro pros próximos capítulos? Não tenho.[2]

  68. Nicole Says:

    virou clichê elogiar seus contos… tu é foda!!!! As metáforas q vc usa são simplesmente……perfeitas!!!!
    PARABÉNSSS!!!!!

  69. sentimentoscomprimidos Says:

    faz tempo que não lia…
    já me senti assim.
    e pra variar, tu escreves muito bem.
    respeito muito!

  70. sentimentoscomprimidos Says:

    fazia*

  71. Ráah;* Says:

    Cara, só trees palavras: TU É FODA! ♥

  72. biabelardi Says:

    te admiro,respeito,te amo!! tu é bem mais que phoda!vc naum existe cara!TE AMOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO!!

  73. alanna patricia de oliveira mello Says:

    nao consigo pensar em nada qndo vc canta ou lança algo novo, vc tem uma inspiraçao incrivel, vou t conhecer pela fast 89 fm, fui no teu show…esses q naum curtem o teu estilo d musik tanto na fresno como na beeshop naum tem cultura nenhuma…naum tenho palavras para expressar o q sinto por vc…eh o melhor cantor e compositor q eu ja vi!!!!!bjs alanna patricia

  74. Ebriez « The forgotten Says:

    […] (texto do qual retirei um trecho, do Lucas) Share this:TwitterFacebookLike this:LikeBe the first to like this post. […]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: